História da Paróquia PDF Imprimir E-mail

 

Nossa história começa em 1696, quando foi construída uma Capelinha, dedicada a Nossa Senhora das Necessidades, pertencente à Irmandade de Pretos. Esta foi a sede da Paróquia de São João Batista de Icaraí por doze anos e teve como primeiro Vigário o Padre Miguel Luiz Freire.

Em 1839 a sede foi transferida para a Igreja de Nossa Senhora da Conceição acarretando na decadência da Capelinha. Com o auxílio do Governo Provincial e esforços de particulares, em 1885, foram iniciadas as obras de recuperação. A partir daí, a Irmandade de Pretos se reorganizou sob a invocação de São Benedito e Nossa Senhora do Rosário.

No dia 26 de junho de 1949, pelo Decreto Episcopal de Dom João da Matha Andrade e Amaral, a Capela de Nossa Senhora do Rosário e São Benedito de Icaraí, tornou-se Paróquia e a primeira Missa Solene foi celebrada por Dom João da Matha Andrade e Amaral, Monsenhor João de Barros Uchoa, e pelo Pe. Sylvio de Azevedo Marinho, Provedor da Irmandade de Nossa Senhora do Rosário e São Benedito.


 

Igreja de Nossa Senhora do Rosário e São Benedito de Icaraí.

Em 17 de setembro de 1950, Pe Geraldo Pelzers, Missionário do Sagrado Coração, foi nomeado Vigário da Paróquia e, a partir desta data, dezenas de Padres e Religiosos da Congregação dos Missionários do Sagrado Coração realizaram e vem realizando seu trabalho de evangelização.

Em 17 de agosto de 1952, foi lançada solenemente a pedra fundamental do novo Templo e durante 14 anos homens e mulheres dedicados à causa do Reino de Deus, trabalharam intensamente para a sua construção. Em campanha nacional, Padres, Engenheiros, Arquitetos, Operários da construção civil e pessoas de Niterói e de diversos Estados do Brasil, em especial de Minas Gerais, apoiaram com recursos e outros donativos.

Em 28 de Março de 1955, um grupo de pessoas da comunidade iniciou os trabalhos do projeto de construção da cripta do novo Templo, e em 29 de maio de 1955, a imagem de Nossa Senhora do Sagrado Coração medindo 1.80m, foi solenemente benta pelo Bispo Diocesano Dom Carlos Gouvêa Coelho (1907-1960).

Em 1º de novembro de 1958. Dom Carlos Gouvêa Coelho nomeou Nossa Senhora do Sagrado Coração como madroeira, e somente em 20 de março de 1966, foi celebrada a inauguração da Paróquia Nossa Senhora do Sagrado Coração por Dom Antonio de Almeida Moraes Junior, juntamente com o Padre Geraldo Pelzers e o Padre Guilherme, na presença de convidados e paroquianos.

O projeto arquitetônico foi de autoria do arquiteto holandês Wan Overdyck, e os cinco painéis que circundam o altar são: Jesus Cristo no Monte do Calvário; Oferta de Abel e Caim; A oferta de Melquisedec; A oferta de Abraão; Celebração da Primeira Missa na Terra de Santa Cruz. Todos de autoria do pintor italiano Antonio Maria Nardi.

 
 Inauguração e benção do novo Templo (1966).

 

Breve Histórico dos Missionários do Sagrado Coração na Paróquia

Esse ano comemoramos os 60 anos de nossa Paróquia. Muito já foi feito até aqui, mas pensar a origem de tudo isso significa mergulharmos num verdadeiro túnel do tempo para chegarmos à França do século XIX. Em 1854, na pequena cidade de Issoudun, diocese de Bourges, nasceu a Congregação dos Missionários do Sagrado Coração, fundada pelo jovem sacerdote Júlio Chevalier, que pregava levar aos mais sofridos, espiritual e materialmente, o Amor revelado no Coração de Jesus Cristo, através do lema “Amado seja por toda parte o Sagrado Coração de Jesus”.

Talvez tenhamos ido um pouco longe. Podemos pensar, portanto, a origem como a chegada ao Brasil – mais exatamente em Pouso Alegre, Minas Gerais –, em maio de 1911, de dois Missionários do Sagrado Coração da Província Holandesa: Padres Geraldo e Teodoro. Muitos podem pensar que ainda não chegamos à efetiva origem da paróquia, que pode ser considerada, enfim, a chegada, em 1950, desses mesmos Missionários a Niterói, a convite do bispo da época. Eles escolheram o local onde se encontrava a igreja de Nossa Senhora do Rosário de São Benedito, atualmente localizada no Cubango e, a partir daí, começaram as obras.
“Amado seja por toda parte o Sagrado Coração de Jesus.”

Mais informações dos Missionários do Sagrado Coração: www.misacor-rj.org.br

 

 *Texto e Pesquisa História da Paróquia: Márcia Carelle                                        * Texto e Pesquisa Histórico MSC: Roberta Amazonas